UM TREINO PESADO E EFICIENTE PARA DESENVOLVER A MUSCULATURA DOS OMBROS

A musculatura dos ombros é essencial na composição de um shape insano. Confira um treino para desenvolvê-la mesmo se sua genética não for favorável!

Se você não teve a sorte de ganhar uma genética de ombros super favorável de herança dos seus pais, não se desespere. Não há nada que um bom treino não possa resolver.

É claro que você vai ter que ralar e esperar mais do que os sortudos, mas isso não significa que chegar lá é impossível.

E a gente vai te dar uma força para te ajudar a desenvolver essa musculatura tão importante na composição de um shape insano.

A primeira coisa que você deve fazer é montar um treino que trabalhe os ombros somente dois dias na semana, e não todos os dias.

Como a articulação do ombro é extremamente complexa e está envolvida em praticamente todos os exercícios para membros superiores, o ombro trabalha muito e não descansa para se recuperar – e você já deve saber que isso é um problema grave.

Sem tempo para se recuperar, o músculo não se desenvolve, porque é durante o descanso, no processo de recuperação muscular, que os músculos crescem e respondem aos estímulos provocados durante o treino.

A maioria dos exercícios de peito, como flexão de braço, supino e suas variações, crucifixo, etc., trabalham muito o ombro. Mas se você quer desenvolver o ombro, coloque o seu treino de ombro bem longe do treino de peito. Dê no mínimo 2 a 3 dias de descanso!

Levando esse critério em consideração, a gente montou um treino para dar um boost na massa muscular do seu ombro. Saca só:

UM TREINO PESADO E EFICIENTE PARA DESENVOLVER A MUSCULATURA DOS OMBROS

Bloco 1 – Bi set + Dropset + Rest pause

Elevação lateral com dropset (clique para ver)
Séries: 3 / Reps: até a falha / Pausa: 0 seg
Observação: dropset – 20 a 40% menos carga a cada série e repete até a falha (clique aqui para saber mais).

Desenvolvimento com halteres com rest pause (clique para ver)
Séries: 3 / Reps: até a falha / Pausa entre as séries: 45 seg
Observação: Rest pause – série dupla com pausa de 10 segundos (faz até a falha, pausa 10 segundos, faz até a falha de novo: isso é uma série rest-pause)

Intervalo: 90 segundos

Bloco 2 – Tri set no Cabo

Elevação frontal no cabo (clique para ver)

Séries: 3 / Reps: 8 a 12 reps / Pausa: 0 seg

Elevação lateral inclinado na polia baixa – non stop (clique para ver)
Séries: 3 / Reps: 8 a 12 reps / Pausa: 0 seg / Unilateral – sem pausa (non stop)

Remada aberta com corda na polia alta (clique para ver)
Séries: 3 / Reps: 8 a 12 reps / Pausa: 60 seg

Artigos Recomendados