Ultrassom Transvaginal: para que serve, como é feito, preço médio

Lilly|2018-02-23

Também chamado de ultrassonografia transvaginal, é um exame que utiliza um aparelho que é introduzido na vagina, capaz de avaliar o estado de saúde da mulher.

O ultrassom transvaginal é um exame importante para diagnosticar doenças e obter informações a respeito da saúde ginecológica da mulher.

Conheça informações fundamentais sobre o exame, como ele é feito e em que casos ele é indicado.

Para que serve o exame transvaginal?

O ultrassom transvaginal consiste em um exame de diagnóstico que tem como finalidade diagnosticar uma série de problemas na região pélvica da mulher, como infecções, cistos, gravidez ectópica e até câncer

Esse exame oferece imagens detalhadas do sistema reprodutor feminino, sendo por isso recomendado pelos ginecologistas quando há a necessidade de identificar alguma alteração nos órgãos internos, como a vagina, útero, colo do útero e ovário.

Em geral, o ultrassom transvaginal é solicitado para verificar as causas de sintomas como:

Sangramento anormal

Dor pélvica

Endometriose

Problemas menstruais

Esse exame é também usado para ajudar a acompanhar tratamentos de infertilidade, auxiliando o controle do crescimento dos folículos ovarianos pelo uso de medicamentos para estimular a ovulação.

Como é feito 

Para fazer o exame, a mulher deve se deitar em uma cadeira ginecológica, posicionando-se com as pernas abertas e os joelhos dobrados. É então introduzido no canal da vagina o aparelho de ultrassom, que se mantém protegido com uma camisinha para evitar infecções e contaminações.

Como o aparelho de ultrassom é encapado com uma camisinha, é importante que a paciente informe previamente ao médico no caso de alergia a látex. Para facilitar a introdução do aparelho, também é usado um gel lubrificante.

Duração

O exame dura em média entre 10 a 15 minutos e alguns movimentos com o aparelho podem ser feitos para a obtenção de imagens mais definidas. Esse ultrassom não deve ser feito por mulheres virgens e, nesse caso, outros exames serão solicitados pelo médico.

Em algumas situações, o médico poderá optar por um método chamado infusão salina sonográfica (histerossonografia) para que seja feita uma avaliação melhor da cavidade endometrial. Esse método é realizado com a introdução de um pequeno cateter na cavidade uterina, injetando uma solução fisiológica para que a visualização seja facilitada.

O ultrassom transvaginal provoca dor?

O ultrassom consiste em um exame indolor, mas é provável que a mulher tenha a sensação de uma pequena pressão no interior da vagina ou na barriga. Em caso de sentir dor, é preciso informar ao ginecologista para que o ultrassom possa ser readequado ou interrompido.

Preço médio do exame

O preço para realizar um exame de ultrassom transvaginal varia entre R$100,00 a R$300,00. O valor do ultrassom vai depender da clínica onde vai ser realizado o exame e a região do país.

Há alguns casos específicos onde o ultrassom transvaginal é feito sem custos pelo SUS.

Preparo

Em geral, não há a necessidade de que a mulher faça nenhum preparo para o exame de ultrassom transvaginal. Como é necessário usar o avental hospitalar para o ultrassom, o recomendado é usar roupas que sejam fácies de tirar.

Em casos específicos, o médico poderá solicitar o exame com a paciente com a bexiga cheia, pois assim o intestino se encontra mais afastado e torna possível obter imagens mais precisas. Para isso, é apenas indicado que a mulher não vá ao banheiro até que o exame seja realizado.

Pode fazer transvaginal menstruada?

O ultrassom pode ser feito mesmo se a paciente estiver menstruada. Se a mulher estiver usando um absorvente interno, ele deverá ser retirado antes do exame. Nesse caso, é importante lembrar de levar um absorvente interno ou externo para ser usado após o término do exame.

Para evitar o desconforto da mulher devido ao sangramento durante a ultrassonografia transvaginal, o aconselhável é que o exame seja realizado fora do período menstrual.

Em geral, o melhor é aguardar o fim da menstruação e realizar o exame entre o 5º e 12º dia do ciclo, quando o endométrio se encontra bem fino, permitindo uma maior nitidez na visualização das imagens do útero. Porém, o exame pode ser feito assim que o período menstrual acabar.

Grávida pode fazer transvaginal?

O ultrassom transvaginal pode ser feito por mulheres grávidas, pois não se trata de uma técnica invasiva, não causando nenhum prejuízo ao feto. Como o bebê se encontra protegido no útero, a sonda não alcança a cavidade uterina.

Além disso, ao invés de usar radiação, esse ultrassom utiliza ondas sonoras de alta frequência, o que não traz nenhum prejuízo ao bebê. Essas ondas sonoras são inaudíveis para a mulher e para o bebê, o que permite um exame silencioso e seguro para ambos.

O exame também permite identificar se o embrião se implantou no local correto, além de contribuir para avaliar quantas semanas de gestação a mulher está e o data prevista para o parto.

Transvaginal detecta gravidez?

O exame pode ser utilizado para confirmar a gravidez de algumas mulheres, porém ele só é capaz de identificar o saco gestacional a partir de 5 semanas de gravidez.

Além disso, durante a gestação, esse ultrassom pode ser indicado para as possíveis situações:

Examinar a placenta

Monitoramento dos batimentos cardíacos do bebê

Detectar uma gravidez ectópica

Identificação de um possível aborto

Auxiliar no tratamento de fertilização assistida

Posso ter relação antes de fazer ultrassom?

Não há problema de a mulher ter relação sexual um dia antes ou no dia em que o ultrassom transvaginal será feito, pois não há interferência no resultado. Após o exame é importante dar atenção à higiene local, pois um pouco de gel pode ficar no canal vaginal.

Precisa se depilar para fazer o ultrassom?

Não é necessário se depilar antes de fazer o ultrassom. Porém, a paciente poderá depilar o excesso se for para se sentir mais confortável. O indicado é tomar um banho e cuidar da higiene pessoal antes de ir fazer o exame.

Existe um melhor dia para fazer o exame?

Se o exame for de rotina ou para investigar a causa de dores, poderá ser feito em qualquer dia. Mas, se a ultrassonografia transvaginal tem como objetivo fazer o acompanhamento da ovulação, é necessário que que seja feita na primeira fase do ciclo menstrual, que vai do primeiro dia da menstruação até o 14º dia.